skip to Main Content
Rua 9A 304 Setor Aeroporto, Goiânia - GO (62) 3224-2808

Ética na saúde: estamos fazendo nossa parte?

Médico discute como a incorporação de posturas éticas e anticorrupção na saúde é essencial para criar um sistema mais eficiente para todos os cidadãos.
Com frequência, assistimos ou lemos matérias na imprensa sobre fraudes na área da saúde. Elas tratam de desvios de recursos, superfaturamento de equipamentos ou remédios, cirurgias desnecessárias, utilização de dispositivos médicos de má qualidade pelo preço dos materiais de primeira linha, reuso criminoso de materiais…. Práticas que, em comum, colocam em risco a segurança de todos nós, pacientes, e que oneram tanto o sistema público quanto o privado.

Nos últimos cinco anos, o número de pessoas com plano de saúde encolheu 7% no Brasil, segundo dados da Agência Nacional de Saúde Suplementar, a ANS. Fala-se em reajustes anuais muito além da inflação, inviabilizando o acesso de usuários, comprometendo a população, especialmente o grupo mais idoso, prensado pelas aposentadorias. Essas pessoas migram para o SUS, que não dá conta dos desafios.

A sustentabilidade do setor depende da atitude honesta e transparente de cada um dos atores envolvidos – médicos, hospitais, laboratórios, planos de saúde, fabricantes, importadores, distribuidores… – e de nós, cidadãos/pacientes. Com a redução de desvios e desperdícios, o dinheiro poderá ser destinado à contratação de mais profissionais e à aquisição de equipamentos modernos e novas tecnologias. Consequentemente, teremos assistência de mais qualidade oferecida a um maior número de brasileiros. Todos ganham. E esse cenário não é utópico, acredite!

Uma pesquisa sobre corrupção da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) revelou que 10% dos seres humanos são corruptos, 10% são extremamente honestos e os outros 80% estão suscetíveis aos desvios de conduta, dependendo dos estímulos. Temos que diminuir a oportunidade para os 80%.

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *